Mesa inédita sobre as novas diretrizes do PNLD é realizada no Flipoços

Com curadoria do SNEL e do MEC, roda de conversa discute as mudanças no projeto e como elas afetam o cotidiano escolar.

Preocupado com as novas diretrizes do Programa Nacional do Livro e do Material Didático (PNLD), o Festival Literário Internacional de Poços de Caldas, o Flipoços, realiza a mesa “O novo PNLD Literário pela ótica editorial, tanto do ponto de vista autoral quanto do técnico à luz da BNCC – Base Nacional Comum Curricular” no dia 29 de maio às 10h no Teatro do Espaço Cultural da Urca.
Neste ano o festival tem como tema central “A literatura & os outros saberes” e esta mesa ocorre com curadoria e oferecimento compartilhado entre o festival e o Sindicato Nacional dos Editores de Livros (Snel) e do Ministério da Educação (MEC), a roda de conversa traz Emerson Walter dos Santos da editora Positivo, Suzana Sanson, da editora Brinquebook e Wilson Troque, coordenador geral dos programas do livro do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) ligado ao MEC.
O novo PLND foi anunciado em 2017 e está em vigor desde o começo deste ano. Há algumas mudanças que dividem opiniões, como a inclusão de livros para educação infantil e também para a disciplina de Educação Física.
Contudo, há um ponto polêmico e que precisa ser debatido, já que altera a dinâmica do plano e secretarias municipais e estaduais ganharão mais poder sobre o PNLD.  As redes municipais e estaduais poderão escolher os livros que serão utilizados em todas as escolas. Isso significa que as redes terão mais poder de decisão sobre as escolhas pedagógicas.
O PNLD é o tipo de programa que tem impacto direto na sala de aula. Em alguns casos, são os livros didáticos que ditam os conteúdos e até o ritmo de trabalho da turma. Caso as redes optem por aderir ao modelo de escolha padronizada, muita coisa pode mudar na sua escola e no seu planejamento.
Para Gisele Corrêa Ferreira, curadora do festival, fomentar estas discussões é um trabalho imprescindível no Flipoços. “Estou muito feliz com esta mesa, porque além do entretenimento que nosso festival promove, temos uma preocupação com a formação de leitores e com as políticas que envolvem os livros no país, tanto no mercado editorial, no livro didático, no consumo. Essa mesa é importantíssima para entendermos esse panorama”, destacou.
A mesa é aberta a todos os profissionais do mercado editorial, bem como aos responsáveis por escolas, universidades e faculdades e todos que desejam saber mais dessa nova política do livro no Brasil.

Sobre o Flipoços
O Flipoços
O Flipoços 2018 e a 13ª Feira Nacional do Livro de Poços de Caldas são realizados pela GSC Eventos Especiais e acontecem de 28 de abril a 06 de maio no Espaço Cultural da Urca e contam com o patrocínio do DME, Mineração Curimbaba, Climepe, Fibrax, Supervale Supermercados e Prefeitura de Poços de Caldas. Parceiro Cultural Sesc Minas, Instituto Camões, Editoras Sextante, Dublinense, Malê, Faro Editorial, Aletria, Leya, Trilha Educacional, Edições Sesc São Paulo. Mais informações ligue (35) 3697 1551. A programação oficial do Flipoços 2018 está no ar pelo site www.flipocos.com Agendamentos podem ser feitos com Maíra pelo coordenacao@gsceventos.com.br ou pelo telefone (35) 3697 1551. Os ingressos começaram a ser entregues em troca da doação de um livro de literatura em bom estado.

 

Informações para a Imprensa
Jéssica Balbino
balbino.jessica85@gmail.com 
35 3697 1551 | 35 9 9160 3755