Flipoços 2018 mais uma vez destaca parceria com o Instituto Camões

“entidade se junta ao festival para destacar o Dia Internacional da Língua”.

O Festival Literário de Poços de Caldas, Flipoços 2018, que acontece de 28 de abril a 06 de maio, mais uma vez destaca a Literatura Portuguesa na programação oficial. Já tem sido uma prática do Festival a valorização do idioma, especialmente, nos últimos quatro anos quando o Camões – Instituto da Cooperação e da Língua (Instituto Camões)  efetivou a parceria com o festival e de lá para cá, vários autores importantes passaram pelo Flipoços como José Luis Peixoto, Nuno Camarneiro, Afonso Cruz entre outros.
Nessa edição o convidado é um escritor renomado e elogiado em Portugal, mas que nunca esteve no Brasil. Trata-se do romancista ficcional João Pinto Coelho. O escritor nascido em Londres, filho de pais  portugueses, frequentou Belas-Artes e licenciou-se em Arquitetura, tendo passado algumas temporadas nos EUA, onde chegou a trabalhar num teatro profissional perto de Nova Iorque. Viveu a maior parte da sua vida em Lisboa. Em 2009 e 2011 integrou duas ações do Conselho da Europa em Auschwitz (Oswiécim), trabalhando de perto com diversos investigadores do Holocausto e tendo realizado várias intervenções públicas sobre a matéria. Nesse mesmo período, concebeu e implementou o projeto Auschwitz in 1st Person / A Letter to Meir Berkovich, que juntou jovens portugueses e polacos e o levou à Polônia, às ruas de Oswiécim e aos campos de concentração e de extermínio. É nesse ambiente que decorre o seu primeiro romance, “Perguntem a Sarah Gross”, finalista do Prémio LeYa em 2014, nomeado para Melhor Livro de Ficção Narrativa em 2015 pela Sociedade Portuguesa de Autores e escolhido para representar Portugal, em 2016, no Festival do Primeiro Romance de Chambéry. O seu romance “Os Loucos da Rua Mazur” que foi o vencedor do prêmio LeYa 2017, será lançado no Brasil pela Leya Editora, com exclusividade em Poços de Caldas, no Flipoços 2018. Sua participação no Flipoços vai acontecer em dois momentos: dia 05 de maio (O Dia da Língua Portuguesa), 17h, na Mesa muito especial dedicada a celebrar o Dia internacional  da Língua Portuguesa com o título "línguas e literaturas em diálogo" que terão ainda como participantes, os escritores moçambicanos Dany Wambire e Manuel Mutimucuio, a escritora brasileira Andrea Del Fuego e a escritora e professora de literatura portuguesa e crítica literária Susana Ventura, como mediadora da mesa. Depois no dia 06 de maio, domingo, às 16h30 ele irá apresentar especificamente sua obra e lançar  o livro oficialmente. Além disso, o escritor João Pinto Coelho, que inaugura seu roteiro no Brasil iniciando por Poços, ainda participará de mais dois eventos. O primeiro em Belo Horizonte, capital mineira, na Semana da Língua realizada pelo Sesc Minas, que levará ao longo desse semestre no Sesc Palladium, vários escritores ligados à lusofonia e o primeiro convidado será João Pinto Coelho, no dia 08 de maio. Depois, o autor ainda participa de dois eventos em Brasília, um na Cátedra Agostinho da Silva da Universidade de Brasília (UNB) onde falará para alunos do curso de literatura portuguesa e outro no auditório do Instituto Camões, na Embaixada de Portugal, onde segue agenda protocolar. A vinda de João Pinto Coelho ao Brasil tem participação direta da Embaixada de Portugal, através do apoio e patrocínio do Camões - Instituto da Cooperação e da Língua, um dos principais parceiros do Festival Literário de Poços de Caldas, Flipoços. Para saber mais e ver programação completa acesse www.flipocos.com