FLIPOÇOS 2020

Festival Literário Internacional de Poços de Caldas tem temática sobre Mulheres


O Flipoços, que abre o calendário nacional dos festivais e festas literárias brasileiras, anuncia a temática do Flipoços 2020 Mulher e Literatura: da poesia ao poder”.

O Festival que vai acontecer de 25 de abril a 03 de maio vai promover um olhar especial às mulheres. Para a curadora do Festival, a ideia é formar novas parcerias e fomentar histórias de mulheres de verdade, especialmente as que se destacaram nas artes, literatura, política, ciências e religião. Dentre as autoras lembradas pelo Festival estão essas mulheres maravilhosas!

Clarice Lispector – escritora, poeta e jornalista ucraniana naturalizada brasileira. Falava vários idiomas, adorava poesia desde criança, se tornando uma grande referência na literatura feminina brasileira. Homenageada em seu Centenário de Nascimento no Flipoços 2020.

Laudelina de Camposheroína negra, líder sindical que combinou luta por valorização do emprego doméstico, feminismo e ativismo pela igualdade racial. Laudelina nasceu em Poços de Caldas, em 1904.

Nise da Silveira – médica psiquiatra que revolucionou o tratamento da loucura no Brasil e agigantou a humanidade ao cuidar de brasileiros rejeitados pelo sistema e isolados do convívio. Através da Arte ela transformou o tratamento de doentes mentais no Brasil.

Carmem Miranda – portuguesa de nascimento e brasileira de criação foi cantora, atriz e dançarina conhecida mundialmente como “Brazilian Bombshell” e “Pequena Notável”. Foi a primeira mulher a assinar contrato com uma rádio no Brasil.

Fernanda Montenegro – atriz, locutora, radialista e apresentadora brasileira. Considerada uma das melhores atrizes brasileiras, é frequentemente referenciada como a grande dama do cinema e da dramaturgia do Brasil. Ela foi a primeira latino-americana e a única brasileira já indicada ao Oscar de Melhor Atriz.

Pagu – Patrícia Rehder Galvão foi uma das mais polêmicas figuras femininas da história brasileira no século XX. Nascida no seio de uma família burguesa, em 1910, afastou-se de sua classe social, passando a militar junto ao Partido Comunista Brasileiro, o que lhe rendeu mais de 20 prisões. Chocou a sociedade ao casar-se com Oswald de Andrade.

Lygia Fagundes Telles - Dama da literatura brasileira e a maior escritora brasileira viva é também Imortal da ABL. A obra Ciranda de Pedra (1954) é considerada o marco inicial da romancista. Mas foi na década de 1970 o período de intensa atividade literária e que a consagra na carreira de escritora. De lá para cá, foram centenas de premiações e condecorações no Brasil e no Exterior. Em 2016, foi a primeira mulher brasileira indicada ao Prêmio Nobel de Literatura.

Irmã Dulce – foi uma religiosa católica que dedicou a sua vida a ajudar os doentes, os mais pobres e necessitados. Em 1988, foi indicada ao Nobel da Paz. Foi beatificada pelo Papa Bento XVI, no dia 10 de dezembro de 2010. Em maio de 2019, o Vaticano proclama Irmã Dulce, como Santa. "No amor e na fé encontraremos as forças necessárias para a nossa missão”.

Tarsila do Amaral – foi pintora e desenhista e uma das maiores artistas brasileiras do século 20 e figura central do modernismo.  O quadro Abaporu pintado em 1928 é sua obra mais conhecida. Junto com os escritores Oswald de Andrade e Raul Bopp, lançou o movimento "Antropofágico", que foi o mais radical de todos os movimentos do período Modernista.

Elis Regina – a maior cantora do Brasil de todos os tempos. Elis era um furacão no palco. O destino desse grande nome da música foi trágico: com apenas 36 anos partiu desse mundo vítima do seu vício com as drogas. Mas deixou um legado musical inestimável e eterno. Para todas as gerações.

Cecília Meireles - escritora, professora, jornalista e pintora, considerada uma das mais importantes poetisas do Brasil. Com uma obra intimista e densamente feminina, foi uma escritora muito produtiva. Escreveu muito, mais de 50 obras. Apesar de ter explorado muitos estilos, Cecília acabou por se consagrar no universo da poesia e da literatura infantil.

Marta – o mais recente fenômeno feminina da atualidade é jogadora de futebol brasileira que atua como atacante. Marta já foi escolhida como melhor jogadora do mundo por seis vezes. Um recorde não apenas entre mulheres mas também entre homens. Se tornou uma referência de esportista para todas as mulheres brasileiras.

A curadoria do Flipoços 2020, entende que há muitas mulheres geniais no Brasil a serem destacadas, mas seria impossível homenagear a todas. Assim, pontuamos algumas que representam todas as mulheres brasileiras!

Vamos homenagear aquelas que souberam unificar e construir junto com homens, mulheres, jovens e crianças uma história diferente.

O Flipoços 2020 conta com a aprovação da Lei de Incentivo a Cultura Federal com Pronac número 182889 Agência 4271-4 – c/c 24011-7. Seja um patrocinador do Flipoços 2020 e associe sua marca a esse importante evento cultural.

Lançado em 2006, o Flipoços é um festival brasileiro eclético, diverso, apartidário e talvez, o mais “português” de todos. Nosso compromisso é divulgar e valorizar a Língua Portuguesa promovendo o intercâmbio cada vez maior entre autores brasileiros e de países lusófonos. Além disso, nosso objetivo é fomentar e oportunizar o livro, a leitura e a literatura a um número cada vez maior de pessoas, sobretudo, as que tem pouco acesso a esse universo. Hoje o Flipoços é um festival referência em todo Brasil e considerado um dos três mais importantes do País. O Flipoços recebeu em dezembro de 2018 o Prêmio Nacional Retratos da Leitura no Brasil que tem como objetivo reconhecer e valorizar as empresas e institutos da cadeia produtiva, que investem em projetos de incentivo à leitura, promoção de novos leitores e consumidores de livros que são a garantia do futuro do livro e do seu mercado. Assim, o Flipoços – Festival Literário Internacional foi reconhecido pelo extraordinário trabalho realizado em Poços de Caldas, se tornando uma referência nacional, no incentivo a leitura e formação de público.