Flipoços na Bienal

Flipoços integra mesa sobre Festa Literárias na 25ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo


“Confirmada participação da curadora do Festival Literário de Poços de Caldas no ciclo Papo de Mercado da Bienal”.

Pela primeira vez, a Bienal Internacional do Livro de São Paulo, abre espaço para que as festas literárias, hoje grandes instrumentos de fomento à leitura no País, debatam seu papel no auxilio à construção de um país de leitores. A missão não é fácil, visto que nos últimos três anos, apesar do “boom” das festas literárias no País, os recursos para a viabilização delas diminuíram inversamente proporcional ao seu crescimento. Assim, se faz necessário um ponto de equilíbrio nesse setor, um dos mais afetados com a crise que vem assolando o país.

A mesa de título “como manter a sustentabilidade das festas literárias no contexto de fomento ao livro e leitura em um Brasil com baixos índices de leitura e poucos recursos?” foi uma sugestão feita pela curadora Gisele Ferreira, do Flipoços e vai acontecer no domingo dia 5 de agosto, às 14h30 em São Paulo. Fará parte dessa mesa Julio Silveira, curador da LER – Salão Carioca do Livro; Lucinda Azevedo, proprietária da Editora Imeph de Fortaleza; Rogério Robalinho, diretor e coordenador a Bienal do Livro de Pernambuco e Isatir Botin Filho, presidente da Câmara Rio-Grandense do Livro e coordenador da Feira do Livro de Porto Alegre.

Todos sabem dos baixos índices de leitura que o Brasil ainda enfrenta, por isso é fundamental que os Estados e Municípios se engajem nessa luta e persistam para que esses índices comecem a melhorar. O desenvolvimento das festas literárias por todo país, inclusive, em pequenas cidades do interior, pode ser um grande aliado ao fomento ao livro e leitura. Por outro lado, aspectos como dificuldade de continuidade desses eventos por falta de recursos e estímulo das prefeituras e entidades privadas e a falta de envolvimento de escolas, professores e alunos, podem dificultar a sustentabilidade dessas iniciativas. Se faz necessário uma discussão profunda, ampla e, sobretudo que soluções práticas sejam instaladas para isso. Essa mesa na Bienal de SP é uma continuidade ao mesmo assunto que será tratado entre outros gestores e realizadores de festas e festivais literários na Casa Libre / Nuvem das Letras e Casa Philos durante o Festival Literário Internacional de Paraty Flip que acontece de 25 a 29 de julho, em Paraty no Rio.

O Flipoços 2019 que tem tema definido, “Literatura Sem Fronteiras” vai acontecer de 27 de abril a 05 de maio de 2019 em Poços de Caldas. Breve novo site estará no ar com várias novidades. Acesse www.flipocos.com