Notícia

Flipoços entrega livros arrecadads a 12 entidades

 

Cerimônia de entrega aconteceu no dia 18 de maio e, mais de 1,7 mil exemplares foram distribuídos

Ocorreu na manhã desta sexta-feira (18) a entrega de 1,7 mil livros a 12 entidades de Poços de Caldas (MG) e região, arrecadados durante a 13ª edição do Festival Literário Internacional de Poços de Caldas, o Flipoços. A cerimônia foi realizada na Biblioteca Centenária, anexa ao Espaço Cultural da Urca. 


Estiveram presentes representantes das entidades beneficiadas, bem como o secretário de Cultura, Hudson Villas Boas e o coordenador do Museu Histórico e Geográfico, Yuri Almeida Gonçalves, a curadora do Flipoços, Gisele Corrêa Ferreira e a coordenadora do evento, Maíra Carvalho. 
Para Gisele Corrêa Ferreira, a entrega representa um dos pilares do festival, que é seguir fomentando a cultura. “Encerramos aqui mais uma etapa do Flipoços deste ano, reafirmando nosso compromisso com a perpetuação pelo gosto pela leitura. Iniciamos também já a campanha do Flipoços 2019, que terá como tema a literatura latina”, lembrou. 
A coordenadora do evento, Maíra Carvalho, lembrou que neste ano, entidades além de Poços de Caldas foram beneficiadas. “Enviamos livros para duas escolas do município de Alagoa (MG), para o município de Capelinha (MG), além de entidades que ainda não tinham recebido, como o Lar dos Velhinhos”, destacou. 
Já para o secretário de Cultura, Hudson Villas Boas, é uma satisfação receber parte dos livros. “Para nós, enquanto cidadãos, é uma honra imensa termos o Flipoços no calendário de eventos, que a cada ano que passa prova-se mais necessário e importante. Aproveito este momento para parabenizar a equipe da GSC Eventos, que organiza e realiza o encontro e se empenha por 9 dias, fazendo Poços de Caldas respirar literatura. Registro também que para a Prefeitura Municipal de Poços de Caldas, cultura é sempre investimento, nunca gasto”. 


Para quem é beneficiado com as doações, como a produtora cultural Lúcia Vera Lima, do Centro Cultural Afro Brasileiro Chico Rei, os livros são um incentivo. “Nós temos uma biblioteca que ainda é pequena e pouco sistematizada, mas que as pessoas se encantam, emprestam livros e se alimentam de literatura também no nosso espaço. Essa parceria com o Flipoços é muito estimada”, completou.