Flip Paraty

Flip 2018: Casa Libre & Nuvem de livros debate "Leitura, gesto político"
“Confirmada pelo quinto ano seguido, programação da casa parceira do festival de Paraty discutirá possibilidades de formação do pensamento crítico a partir da leitura. Flipoços é uma das convidadas da Casa Libre”.


O educador Paulo Freire (1921 - 1997) dizia: “Fora da leitura, o que há é alienação. Daí, a manipulação e a submissão. Ler é um ato político, essencialmente”Leitura, gesto político é o tema que conduzirá os debates na Casa Libre & Nuvem de Livros, programação parceirada 16ª Feira Literária Internacional de Paraty (Flip 2018), que será realizada entre 25 e 29 de julho no Rio de Janeiro. A casa funcionará de 26 a 30 de julho, das 11h às 22h, na Rua da Lapa, 8, Centro Histórico de Paraty. A Liga Brasileira de Editoras (Libre) — associação de editoras independentes com maior representatividade no Brasil — e a Nuvem de Livros — biblioteca virtual por assinatura que reúne títulos de inúmeras editoras e outros conteúdos — renovam, assim, a bem-sucedida parceria no festival, iniciada em 2014.

O tema defendido na Casa Libre & Nuvem de Livros parte da premissa de que a leitura instaura um campo de presença e encontro com outros saberes, facilitando diálogos e trocas atemporais, contribuindo desta forma com a potencialização e construção de novas consciências. “Pelo quinto ano consecutivo, a Libre, em parceria com a Nuvem de Livros, traz uma discussão contundente para a Flip. Discutir o papel da leitura é discutir o mundo. É discutir as possibilidade de formação de novos leitores e que estes sejam atentos e reflexivos. Discutir leitura é fugir da alienação que parece nos rondar. O mercado editorial precisa entender que, para o crescimento do número de leitores, é preciso incentivo e formação de seres pensantes”, diz Raquel Menezes, presidente da Libre.