ÚLTIMAS NOTÍCIAS

 

 

09.MAI.2017
Flipoços dá luz à Literatura Moçambicana

Literatura africana foi destaque em festival que recebeu comitiva com sete autores vindos do país. Leia mais...

05.MAI.2017
Matheus Leitão faz pré-lançamento no Flipoços

Jornalista lança “Em nome dos Pais” em bate-papo com a mãe Míriam Leitão e o irmão Vladimir Netto. Leia mais...

03.MAI.2017
Mulher que chefiou o tráfico na favela lança livro no Flipoços

Raquel de Oliveira participa de mesa ao lado dos criadores da Flupp, Écio Salles e Júlio Ludemir. Leia mais...

17.ABR.2017
Bate-papo, no Flipoços, discute perfil do leitor brasileiro

Durante o encontro será promovido debate sobre os resultados da pesquisa Retratos da Leitura no Brasil. Leia mais...

 

 

Depoimentos Flipoços 2017

Mensagens recebidas após o evento via e-mail



Cara Gisele

Agradeço a oportunidade de participar nesse grande evento o FLIPOCOS, homenageando o nosso país e aos escritores mocambicanos. Queira Deus que consigam manter esta iniciativa apesar de todas as dificuldades. Gostei de conhecê-la, de conhecer a magnífica cidade e poder partilhar momentos de aprendizagem e alegria impar convosco. Guardo Poços de Caldas no coração. Espero um dia poder voltar para desfrutar da vossa generosidade e da beleza da paisagem.

Um grande abrao a toda a equipa.

Paulina Chiziane - escritora moçambicana homenageada no Flipoços 2017
 



Cara Gisele,


agora que as águas da emoção serenaram, cumpre-me o dever e a  alegria de agradecer não só o gesto de  tornar Moçambique como país convidado, mas de enaltecer o acolhimento, o carinho e a amizade com que tu e a tua generosa equipa nos proporcionaram em Poços de Caldas. Essa cidade maravilhosa constituirá, de ora em diante, um separador de águas. A relação literária Brasil/Moçambique será medida em termos de antes de Poços e depois de Poços.
Muito obrigado, Gisele


P.S. Só para assinalar a importância de Poços, dizer que recebemos, há dias, aqui em Moçambique, o Torelli. E tudo por causa do FLIPOÇOS.
Um grande abraço.

Ungulani Ba Ka Khosa - escritor moçambicano homenageado no Flipoços 2017

     



Olá Gisele,

nada a agradecer. Na verdade, gostaria de ter contribuído muito mais, mas você sabe que também na CBL enfrentamos dificuldades. De qualquer forma, quero continuar contribuindo com o Flipoços por tudo o que o festival representa.
Estou a convite do MRE/Apex numa missão empresarial na África, mais especificamente em Maputo, Joanesburgo e Pretória. Em Maputo, estive com Roberto Dove e Ungulani. A Embaixada do Brasil reinaugurou a casa de cultura Brasil/Moçambique e a homenageada foi a Paulina. O assunto foi FLIPOÇOS, inclusive com o Sen. Anastasia que acompanha a comitiva e disse ter estado no festival quando governador.
Bem, minha amiga, não vou cansar de elogiar este seu trabalho. Mais uma vez parabéns por tudo. Fiquei muito contente de ter participado.
Muito obrigado pelo convite.

Abração,

Luís Antonio Torelli - presidente da Câmara Brasileira do Livro