Notícia

Mais de 20 mil crianças visitaram Flipoços através de escolas em 2018

Além de Poços de Caldas, municípios de MG e SP enviaram ônibus com estudantes

 

Para honrar o compromisso de fomentar a literatura entre crianças e adolescentes, a 13ª edição do Festival Literário Internacional de Poços de Caldas, o Flipoços, recebeu cerca de 20 mil crianças através de escolas e creches, tanto do município, como da região que abrange o Sul de Minas e o norte de São Paulo. Ao todo, o festival recebeu 85 mil pessoas durante os nove dias.

De acordo com a organização do evento, por dia, cerca de 2,5 mil crianças passaram pelo evento. “A cada ano que passa, mais escolas demonstram interesse em vir ao Flipoços e, na medida do possível, tentamos atender todas elas. É um prazer ver o evento tomado pelas crianças, ver que elas estão interessadas em livros, em palestras literárias”, destacou a coordenadora do Flipoços, Maíra Carvalho.

Neste ano outra novidade ocorreu no evento. A Secretaria Municipal de Educação de Poços de Caldas, pela primeira vez, ampliou as visitas para a educação infantil e enviou cerca de 1,9 mil estudantes, sendo 400 da educação infantil, de 11 CEIs municipais e o restante do ensino fundamental e unidades do Programa Municipal da Juventude (PMJ).

Além de Poços de Caldas, municípios como Varginha (MG), Machado (MG), Muzambinho (MG), Andradas (MG), Botelhos (MG), Borda da Mata (MG), Cabo Verde (MG), Guaxupé (MG), Divinolândia (SP), Santo Antônio do Jardim (SP), Campinas (SP) e São João da Boa Vista (SP) passaram pelo evento, além de várias outras cidades e de capitais como Belo Horizonte, São Paulo e Rio de Janeiro.

O Flipoços contou, além das atrações infantis, com o espaço Sesc Flipocinhos, que, durante os nove dias do evento, promoveu atividades e encontros com autores infantis.

Para a curadora do evento, Gisele Corrêa Ferreira, os números refletem uma das prioridades do festival. “Nesses anos todos do Flipoços trabalhamos para incentivar a leitura e os números de crianças que passaram por nós, através das escolas, neste ano, refletem isso. Não há satisfação maior do que ver nosso evento cheio de crianças, comprando livros, participando das atividades e saber que isso tá aumentando cada dia mais”, declarou.